O que é Otimização de Conversão?

Precisa entender como transformar os visitantes do seu site em clientes?

Precisa entender como transformar os visitantes do seu site em clientes?

Bem-vindo ao mais completo guia em língua portuguesa sobre Conversion Rate Optimization (CRO), ou simplesmente Otimização de Taxa de Conversão.

Este é um material para lhe ajudar, e independente do seu nível de conhecimento. Seja com o objetivo de entender o que é otimização da taxa de conversão (CRO), ou mesmo aprender técnicas para melhorar as conversões de seu site, esta página certamente vai te auxiliar.

O guia foi escrito por profissionais da primeira empresa especializada em otimização de conversão no Brasil, a Supersonic. Eles usam, diariamente, os conceitos aqui apresentados para gerar milhões de reais em aumento de faturamento para seus clientes. Portanto, você pode confiar na qualidade do conteúdo.

Por que você deveria saber o que significa CRO

Porque essa possivelmente é a estratégia que terá o maior Retorno Sobre Investimento (ROI) de todo o marketing de seus projetos. Então, sim, isso é muito importante.

Difícil de acreditar? Então ouça alguns dos maiores especialistas em Marketing Digital do Brasil:

Foto: Gabriel Costa - Growth Manager da Resultados Digitais
“Para a Resultados Digitais, CRO é uma das estratégicas e práticas mais importantes há um bom tempo. O efeito mais imediato é o aumento dos resultados com os mesmos recursos, e consequentemente a redução do CAC, uma métrica que olhamos de perto o tempo inteiro e fundamental para a saúde do nosso negócio. É uma estratégia que priorizamos há mais de um ano e os números não param de melhorar.” Gabriel Costa
Growth Manager da Resultados Digitais

Para quem é este guia?

Para quem é este guia?
  • Gestores de empresas.
  • Diretores de departamentos de Marketing.
  • Profisstionais de Marketing Digital.
  • Estudantes.
  • Qualquer pessoa interessada em aumentar as conversões e os resultados financeiros de um site.
Capítulo 1

O que é otimização de conversão?

Otimização de conversão (ou CRO - Conversion Rate Optimization), é, em apenas uma frase: extrair o maior número possível de clientes dentre os visitantes que você tem em seu site.

Mas, antes de entrarmos em detalhes, precisamos entender um conceito claro: conversão.

O que é uma conversão

Uma conversão, nada mais é do que a ação que você deseja que o visitante realize em seu site. Veja alguns exemplos:

  • Em um e-commerce, a principal conversão, normalmente, é a realização de uma venda, ou seja: sempre que um usuário faz uma compra em um e-commerce, ele está realizando uma conversão.
  • Em um site que gera contatos (leads) para vendedores, não é possível fazer a venda diretamente on-line. O site existe para alimentar o departamento comercial da empresa com oportunidades de negócio. Nesse cenário, então, quando o usuário entra em contato com a empresa ou deixa seus dados para ser contatado, ele está realizando uma conversão.
  • Em um site de uma empresa que atua no modelo SaaS (Software as a Service), o objetivo é atrair novos usuários para utilizar o software em questão. Portanto, nesse caso, uma conversão ocorre quando um usuário se cadastra para ter acesso a esse sistema.

Como você pode ver, o conceito exato do que é uma "conversão" acaba variando de site para site, se considerarmos os objetivos em questão. Entretanto, algo é comum a todos eles: uma conversão ocorre quando visitas se transformam em dinheiro.

Ou seja: sua conversão central sempre será a ação que o usuário realiza em seu site, fazendo com que sua empresa fature mais.

O que é uma conversão
Novatos querem visitas, profissionais querem convesões

Para o seu negócio, provavelmente uma visita nada mais é do que um custo. Custo para manter o site no ar, custo para divulgar, etc. Por isso, sempre dizemos que o verdadeiro objetivo de quem sabe o que está fazendo na internet não é aumentar o número de visitas, mas sim, o de conversões. Só assim você transformará esse custo em faturamento.

Descubra quanto custa cada visita em seu site:

Quanto você gasta gerando visitas mensalmente?

Links Patrocinados, Inbound Marketing, SEO, etc.

Quantas visitas você recebe todo mês?

R$ 0,00

Este é o preço que você paga por cada visitante que acessa o seu site.

O que é taxa de conversão

A taxa de conversão de um site é a porcentagem de visitas que realizam uma conversão.

Como calcular sua taxa de conversão? A forma mais simples é a seguinte:

  • Veja, em seu Google Analytics, a quantidade de visitas que seu site recebe durante um determinado período. Exemplo: últimos 30 dias.
  • Levante quantas conversões (vendas, contatos interessados, etc.) seu site gerou durante esse mesmo período.
  • Calcule a taxa de conversão com a seguinte fórmula:
    Fórmula: Taxa de conversão = 100 x quantidade de conversões / quantidade de visitas

Quer que a gente calcule para você? Sem problemas!

É só usar nossa calculadora de taxa de conversão:

Quantas conversões você teve no período que quer analisar?

Quantas visitas você teve nesse mesmo período?

0%

Esta é a taxa de conversão do seu site

O que é otimização de conversão

Agora que você entendeu o que é conversão e o que é taxa de conversão, ficou fácil, certo?

Otimização de conversão, ou Conversion Rate Optimization (CRO), é uma prática que consiste no esforço organizado para aumentar a taxa de conversão de um site.

O interesse em otimização de conversão ganhou muita força em todo o mundo desde o início da segunda década deste século, conforme nos mostra o Google Trends:

Gráfico: Interesse com o passar do tempo

Hoje, CRO é vista como uma prática fundamental para qualquer negócio que pretende ter resultados de alto nível em seu site ou em qualquer outro canal digital.

E tudo isso faz sentido, já que o trabalho de otimizar as taxas de conversão ajuda a melhorar as métricas estratégicas de negócio como:

  • Taxa de crescimento do faturamento.
  • Margem de lucro.
  • Custo de aquisição.
  • Customer Lifetime Value (Valor do tempo de vida do cliente).
  • Ticket médio (quanto um cliente gasta, em média, em cada compra com você).
  • Taxa de renovação de assinatura.
  • Taxa de visitantes que fazem upgrade.
  • … E muitas outras.

Por isso, algumas das empresas mais bem-sucedidas da atualidade têm, em comum, o fato de investirem pesado em otimização de conversão há bastante tempo. Amazon, Airbnb, Booking, Google, eBay… Todas levam a prática de CRO muito a sério, e diariamente colhem frutos graças a isso.

O que NÃO é otimização de conversão

Infelizmente, muitas empresas e profissionais, quando enxergam todo o potencial existente na prática de otimização de conversão, acabam caindo em "armadilhas" muito comuns.

É normal que esses erros aconteçam, afinal, nossa natureza humana nos leva sempre a querer resultados de forma rápida e fácil.

Para que você também não sofra, aprenda agora o que os outros tiveram que aprender errando.

Os três maiores equívocos de quem está começando a fazer CRO:

Otimização de conversão não é…
… Copiar os outros.

Não pense que uma mudança que aparentemente aumentou a taxa de conversão de um site qualquer também vai aumentar seus resultados.

Cada site possui um público específico, com necessidades e inseguranças específicas.

Por isso, copiar o que o seu concorrente faz é muito perigoso, até porque é bem provável que ele não saiba o que está fazendo.

Otimização de conversão não é….
… Fazer mudanças sem testes.

Como você verá ao longo deste guia, todas as mudanças realizadas em um trabalho sério de otimização de conversão são cientificamente testadas (por meio de testes A/B ou multivariáveis) para confirmar, de forma estatisticamente válida, que elas realmente melhoram as conversões do seu site.

Estamos cansados de ver pessoas fazendo mudanças nocivas em seus sites acreditando que elas significam melhorias. Ledo engano.

Hoje em dia, com os recursos de teste aos quais temos acesso, não faz sentido correr o risco de publicar uma alteração sem saber o real impacto que ela trará para o seu negócio.

Otimização de conversão não é….
… Tomar decisões baseadas em opiniões.

No marketing digital de alto nível, não há espaço para opiniões pessoais sem fundamentação.

As decisões sobre o que fazer (e como fazer) em um site não devem ser tomadas com base em meras opiniões e achismos. Elas devem estar embasadas em pesquisas e análises confiáveis. Como sempre dizemos: não traga sua opinião para um disputa de dados.

Empresas que levam isso a sério (chamadas de data driven) não só faturam mais, como também sofrem menos com os conflitos pessoais entre funcionários que possuem opiniões diferentes.

Capítulo 2

Por que fazer otimização de conversão

Icone: Todos os seus canais de marketing se beneficiam com CRO

Todos os seus canais de marketing se beneficiam com CRO

Todos os seus esforços de divulgação na internet provavelmente direcionam as visitas para o seu site ou para as suas landing pages, certo? Algo mais ou menos assim:

Todos os seus canais de marketing se beneficiam com CRO

Já parou para pensar que, se dobrar a taxa de conversão do seu site, você estará, automaticamente, dobrando a taxa de conversão de todos os esforços de geração de tráfego na internet?

Pense no poder disso. Com um só esforço, você pode dobrar as conversões do seu trabalho de SEO, AdWords, Social Media, Marketing de Conteúdo…

Além disso, quando você trabalha com aquisição de tráfego Pay Per Click (Google AdWords, Facebook Ads, etc.), direcionar usuários para um site que converte melhor significa que você pode, se quiser, pagar a mais pelo clique do seu visitante, deixando seus concorrentes para trás na disputa por visibilidade e, mesmo assim, fazendo um investimento lucrativo.

Icone: CRO aumenta seu faturamento sem aumentar seus custos

CRO aumenta seu faturamento sem aumentar seus custos

Normalmente, para aumentarmos nosso faturamento, precisamos aumentar também os nossos custos.

Se quisermos mais vendedores, haverá aumento em nossos gastos com contratações, salários e comissões. Se desejarmos mais anúncios rodando, nossos gastos com mídia também aumentarão… E assim por diante.

Entretanto, quando você aumenta a sua taxa de conversão, seu faturamento também aumenta (mais vendas), mas você não absorve nenhum novo custo fixo para sua empresa, afinal, você "só" está tornando seu site melhor.

Por causa dessa especificidade, já vimos casos nos quais um determinado aumento no faturamento, na realidade, significou um aumento proporcional muito maior no lucro das empresas. E o lucro é a meta final de toda empresa, não é mesmo?

moedas
lupa
Icone: A experiência do seu usuário melhora, e seus concorrentes ficam para trás na hora H

A experiência do seu usuário melhora, e seus concorrentes ficam para trás na hora H

Sites com alta taxa de conversão são, invariavelmente, sites que agradam seus visitantes oferecendo uma uma experiência positiva e um conteúdo certeiro. O próprio Google considera isso um fator importante em seu algoritmo de "rankeamento".

Se você faz CRO, quem acha que seu cliente vai escolher na hora de fechar negócio? Você, com um site otimizado, ou seus concorrentes, com aqueles sites "mais ou menos"?

Icone: CRO diminui o seu custo de aquisição de cliente (CAC)

CRO diminui o seu custo de aquisição de cliente (CAC)

Aumentar sua taxa de conversão significa tirar mais clientes do mesmo volume de tráfego que você já possui. E isso significa que o seu Customer Acquisition Cost - Custo de Aquisição de cliente (CAC) diminui à medida que sua taxa de conversão aumenta - uma relação inversamente proporcional.

CRO diminui o seu custo de aquisição de cliente (CAC)

E isso é fundamental, afinal, muitas vezes, a diferença entre um negócio viável e outro condenado está no CAC.

Além disso, empresas que conseguem trabalhar com um CAC reduzido conseguem crescer rápido, fazendo os concorrentes penarem na tentativa de acompanhar o seu ritmo.

Icone: Seus parceiros e afiliados vão te amar

Seus parceiros e afiliados vão te amar

Se você consegue converter mais visitantes em clientes, em comparação com os seus concorrentes, você naturalmente será a escolha prioritária de seus parceiros comerciais (ou afiliados) na hora de indicar uma solução para um lead.

E não é para menos, afinal, a probabilidade do seu site gerar uma venda (e uma comissão para o afiliado) será maior do que a de seu concorrente.

Icone: Não há riscos

Não há riscos

Como você verá mais à frente neste guia, todas as mudanças feitas em um trabalho de otimização de conversão devem ser certificadas por um teste A/B. Com isso, a ciência garante que você não correrá o risco de fazer alterações em seu site que diminuam sua taxa de conversão. O único caminho possível é para cima.

Icone: Você pode ter resultados como algumas destas empresas

Você pode ter resultados como algumas destas empresas

Confira o que alguns dos clientes da Supersonic conquistaram após começar a investir em otimização de conversão:

Capítulo 3

Como começar a otimizar sua taxa de conversão

Testes vencedores

Otimização de conversão é um trabalho com um excelente retorno sobre o investimento (ROI), mas isso não quer dizer que seja um trabalho fácil.

A realidade é implacável. Segundo pesquisa da Qubit, 90% dos testes A/B realizados não trazem nenhuma melhoria ou até pioram os resultados dos sites.

Sim. Isso significa que, em média, para se ter um teste vencedor, você precisa ter outros nove perdedores.

É um número que nos assusta, justamente por representar uma taxa de sucesso muito inferior à que temos na Supersonic.

Mas acreditamos que essa enorme quantidade de testes perdedores se dá porque a maioria das pessoas começa a fazer otimização de conversão do jeito errado.

Você não começa a fazer CRO brincando de lançar teste A/B. Você começa assim:

O primeiro passo: coletar dados

Como já dissemos, otimização de conversão e opinião pessoal são duas coisas que, definitivamente, não andam juntas.

Testes bem-sucedidos raramente virão de uma ideia que alguém teve enquanto tomava banho. Os resultados de verdade aparecem quando você escava o máximo de dados possíveis para entender o que está errado ou o que pode melhorar em seu site.

Por mais que você possa ter uma ideia de mudança no site que não chegará, exatamente, ao ponto de "piorar" seus resultados, existe uma boa probabilidade estatística de que ela não faça diferença alguma na sua taxa de conversão.

Vamos a um exemplo bem real de teste que, normalmente, não leva a nada?

Infelizmente, uma das primeiras ideias de teste que a maioria das pessoas sem experiência em CRO têm é a de mudar a cor do botão de conversão (ou CTA - Call to Action). Nada contra brincar com cores, mas a realidade é que, na maioria dos casos, as pessoas não deixam de converter em seu site porque seu botão é laranja em vez de verde. Qual foi a última vez que você deixou de comprar algo em um site por causa da cor do botão de call to action?

Ctas Comprar

Esse tipo de teste "que não leva a nada" é muito frequente porque as pessoas não embasam suas ideias em dados.

E com a quantidade de informações facilmente acessíveis hoje em dia, não há desculpas para agir assim. Lembre-se: você precisa saber o que alterar e por que alterar.

Veja alguns exemplos de ótimas fontes de dados para embasar suas ideias de otimização:

Google Analytics

Provavelmente você tem o Google Analytics instalado em seu site, certo? Ele é a mais popular ferramenta de clickstream do planeta. Mas, se você tem outra ferramenta para isso (como o Adobe Analytics), ela também servirá.

O importante é que você possa entender como os usuários navegam pelo site. Algumas análises que podem trazer bons insights são:

  • Landing pages com altas taxas de rejeição: usuários estão caindo em seu site e abandonando-o sem interagir com nada (as famosas "rejeições")? Por que isso está acontecendo? É possível que sua página não esteja alinhada com as expectativas que esses usuários tinham quando clicaram no link que levava até ela.Tente tornar o mais forte possível esta relação entre origem do usuário e landing page.
  • "Furos" no funil de conversão: por quais páginas os usuários precisam passar para converter em seu site? Muitos usuários estão abandonando essa sequência em uma etapa específica? Então, provavelmente, você tem uma grande oportunidade de melhoria.
  • Páginas importantes e pouco visitadas: você tem uma página que passa diversas informações importantes para convencer o usuário a converter? Ótimo! Mas… Você já parou para analisar se essa mesma página está recebendo um bom volume de visitas? Se a maioria dos usuários não passa por uma landing page com informações estratégicas para a conversão, isso significa que elas são invisíveis para eles. Trate de dar mais destaque a essa página ou, ao menos, reproduza essas informações fundamentais em áreas mais nobres do site.

Mapas de Calor e Mapas de Rolagem

Se o assunto lhe pareceu estranho, aprenda mais sobre Mapas de Calor e Mapas de Rolagem neste artigo no nosso blog.

Para começar, tenha em mente, que eles são tipos de relatórios que mostram, principalmente, o que chama a atenção dos usuários em uma página, ou seja, onde clicam ou para onde olham. Veja neste exemplo:

Mapas de Calor e Mapas de Rolagem

Existem inúmeras ferramentas que geram mapas de calor. Entre as mais conhecidas estão: Crazy Egg, Clicktale e Hotjar.

Esses relatórios, que também chamamos de heat maps ou scroll maps poderão gerar insights como:

  • O que interessa ou não aos usuários: isso é simples e poderoso, mas, muitas vezes, ignorado. Se seu mapa de calor mostrar um determinado conteúdo recebendo muitos cliques, isso é um sinal de que tal informação é importante para o seu público. Muitas vezes, esse alto volume de cliques pode, inclusive, significar que as pessoas querem saber mais sobre aquilo. E o que você tem que fazer? Dar ao povo o que ele quer, claro! Aprofunde-se no que desperta a atenção do seu usuário.
  • Onde os usuários deixam de se interessar por você: em um mapa de rolagem, você conseguirá ver exatamente até onde os usuários "rolam" suas páginas para ler o conteúdo. Esse tipo de relatório é excelente para descobrir em que ponto você está se tornando desinteressante, fazendo com que os usuários parem de interagir. Resolva esse problema simplesmente removendo o conteúdo problemático ou tornando-o mais atrativo.

Testes de Usabilidade

Steve Jobs já dizia:

"Se o usuário está tendo um problema, o problema é nosso".

No dia a dia do profissional de Marketing, isso deveria ser mais óbvio do que realmente é.

Mesmo quem não concorda com essa frase, precisa aceitar uma verdade inquestionável: quanto mais dificuldades o usuário encontrar ao navegar pelo seu site, menos chances dele converter e se tornar seu cliente.

Diante disso, não nos resta opção: precisamos garantir que qualquer pessoa com potencial para se tornar nosso cliente consiga usar nosso site da forma mais intuitiva e agradável possível.

E uma das formas mais eficientes que conhecemos para garantir uma boa experiência do usuário (a famosa User Experience - UX) são os testes de usabilidade.

Do ponto de vista mais simplista, um teste de usabilidade é o ato de observar um usuário real utilizando seu website. E por mais trivial que isso possa parecer, vários dos nossos casos de sucesso devem parte considerável de seus resultados aos testes de usabilidade (como o desta imobiliária, por exemplo).

Se um usuário, durante um teste, demonstra certa dificuldade ao usar um site, certamente vários outros também estão enfrentando o mesmo problema. E isso, como você pode imaginar, é um insight extremamente valioso.

Você não precisa de muito mais do que um computador conectado à internet para executar um bom teste de usabilidade. Mas, se você quiser gravar esses testes para analisá-los com calma posteriormente (o que é recomendável), você pode usar softwares como o Camtasia (Windows) ou o Screenflow (Mac).

Como executar um bom teste de usabilidade:

  • Solicite ao usuário que execute as ações necessárias para conversão no seu site.
  • Preste atenção nas dificuldades apresentadas pelo usuário; nos erros que ele comete; em suas dúvidas e até nas reações mais sutis.
  • Não faça o que muita gente faz: interferir na experiência dele. Lembre-se de que você está no teste para aprender; e não para ensinar.
  • Anote os insights e defina suas prioridades de ajuste.

Simples, direto e poderoso. Pode acreditar.

Capítulo 4

Os princípios de uma página eficiente

Não. Não existe uma fórmula secreta para criar uma página de alta conversão. Seria perfeito se existisse, até porque nos pouparia muitas horas de trabalho. Mas, infelizmente, essa não é a realidade.

Entretanto, existem algumas características comuns à maioria das páginas que entregam boas taxas de conversão. Separamos algumas delas para inspirá-lo(a) a criar ou a melhorar suas páginas:

Tenha foco

Se você não tem certeza do que o usuário deve fazer em sua página, como pode querer que ele saiba?

Cada página deve existir com o objetivo de influenciar o usuário a fazer algo. Consequentemente, os esforços de cada página devem ser focados em levar o usuário para executar a ação proposta.

Para que você possa entender o que não fazer, buscamos no Google por "simulador de seguro de vida" (um termo caro!) e clicamos no anúncio mais bem posicionado. Esta era sua página de destino:

Tenha foco

Marcamos em vermelho todos os elementos da página que não estão relacionados ao objetivo de quem chega a ela: simular ou orçar um seguro de vida.

E, além de não atenderem a necessidade do usuário, muitos desses elementos fazem algo ainda pior: tiram a atenção do objetivo, direcionando o visitante para diversas outras informações e caminhos diferentes daquele que leva à conversão.

Identifique a ação que seu usuário precisa executar em uma página. Em seguida, foque ao máximo o conteúdo da página nessa ação.

Deixe claro o que só você tem

Por que devo fechar negócio com você ao invés de contratar qualquer um dos seus concorrentes?

Muitas vezes, essa não é uma pergunta fácil de responder, não é mesmo?

Mas, infelizmente, se a sua página não consegue entregar essa resposta claramente, ela não está tendo uma performance otimizada.

Um dos elementos mais poderosos para se aumentar taxas de conversão é o que chamamos de Proposição Única de Valor (do inglês Unique Selling Proposition - USP). Este é o termo usado para definir seu diferencial: aquilo que só você faz ou aquilo que você faz melhor do que qualquer concorrente.

Um ótimo exemplo de USP é o que foi usado pela pizzaria Domino's, em uma ação decisiva para o crescimento da empresa - que se transformou na maior rede de pizzarias do planeta:

Domino's

A Domino's prometia entregar suas pizzas muito rápido. E eles apostaram tanto nesse diferencial que decidiram anunciar que não cobrariam pela pizza caso caso a entrega levasse mais do que 30 minutos.

Como a velocidade da entrega é um fator fundamental para clientes de delivery, esse diferencial tornou a Domino's a escolha prioritária de milhões de pessoas pelo mundo.

E, então, suas páginas estão explorando o diferencial do sue negócio tão bem quanto a Domino's conseguiu?

Invista no título

O elemento mais importante de uma página é o seu título.

E não faltam números para provar essa afirmação: em média, 80% das pessoas que acessam uma página leem seu título. Entretanto, o restante só é lido por 20% delas. Isso, obviamente, torna a mensagem passada por ele a mais visível da sua página.

Como se não bastasse isso, o título é, normalmente, o primeiro elemento que o usuário irá ler em sua página. E, como você sabe, a primeira impressão é a que fica.

Então, seja lá qual for o tipo de página que você tem, não abra mão de ter um bom título inserido nela.

E o que seria um bom título?

Neste caso, não existe uma fórmula mágica. Existem títulos eficientes nos mais diversos formatos. Entretanto, todo bom título tem uma característica em comum: ele convence o usuário a continuar lendo a página.

Você pode conseguir isso despertando a curiosidade, apresentando uma boa Proposição Única de Valor ou chamando a atenção para uma dor do usuário… Os caminhos são variados. Avalie qual deles melhor se encaixa ao seu cenário.

Alerta

Quer mais dicas sobre como construir uma página com alta taxa de conversão? Boa notícia: temos um guia detalhado para te ajudar em cada etapa dessa missão:

http://www.gosupersonic.com.br/blog/como-criar-landing-pages-eficientes/
Capítulo 5

Testes A/B

Este assunto talvez seja mais popular na internet do que a própria Otimização de Conversão como um todo. Consequentemente, muita besteira acaba sendo dita por aí. Vamos começar a corrigir isso?

O que são Testes A/B?

Os testes A/B, em alguns casos também chamados de "testes multivariáveis" ou "testes A/B/n", são muito mais antigos do que a otimização de conversão ou do que a internet.

Eles são a forma mais confiável de se provar uma hipótese. Aliás, a ciência só atingiu os patamares que temos hoje porque conta com testes A/B para avaliar as soluções propostas em relação aos problemas identificados.

Vamos a um exemplo prático: medicamentos. Normalmente, como a ciência confirma se um determinado remédio é realmente eficiente?

  • São angariados alguns voluntários que sofrem com o problema que esse remédio promete sanar.
  • Esses voluntários são divididos em grupos. Para o nosso exemplo, levaremos em conta a divisão em dois grupos.
  • Um desses grupos será o "grupo controle", que receberá "doses placebo" do medicamento. Ou seja: nada mudará na rotina deles.
  • O outro grupo será efetivamente medicado com esse remédio que está sendo testado. Eles receberão o "medicamento real".
  • Finalmente, os resultados dos dois grupos serão comparados. "A hipótese de que o medicamento funciona será aceita somente se o grupo que recebeu o "medicamento real" demonstrar um percentual superior de melhoria do problema em relação ao "grupo controle"

O processo acima, que exemplifica o que é um teste A/B, nada mais é do que o chamado método científico, podendo ser resumido da seguinte forma:

Processo

A história do mundo já comprovou que os testes A/B são extremamente eficientes. Então, por que não usá-los a nosso favor ao fazer marketing digital? É exatamente isso que a otimização de conversão faz.

Antes de publicar qualquer alteração de forma definitiva, deve-se fazer um teste A/B.

O que esse teste irá fazer é muito semelhante ao experimento do medicamento descrito acima. Ele irá dividir o público que acessa o seu site aleatoriamente entre duas versões da sua página: a versão atual, com o problema que você identificou, sem nenhuma alteração e a versão atualizada, com a solução que você está propondo.

Após um certo volume de pessoas passarem por essas páginas, você poderá identificar, com segurança estatística, qual delas converteu uma porcentagem maior de seus visitantes. Visualmente, seria algo assim:

Teste A/B

Dessa forma, você sempre terá uma certeza científica sobre a eficiência de qualquer mudança que realizará em seu site. Além disso, você também nunca implementará alguma coisa que vá prejudicar suas taxas de conversão. E acredite: se existe algo que é feito até pelas "melhores famílias" do marketing digital quando estas não rodam testes A/B, este algo é ativar mudanças que prejudicam as taxas de conversão.

Hoje, não há necessidade de correr esse risco. Então, adicione este mantra na sua vida e se torne um profissional muito mais eficiente:

Nunca mais faça alterações no site sem antes avaliá-las em um teste A/B.

Ferramentas para testes A/B

Ok. Ok. Você entendeu o que são testes A/B e por que eles são fundamentais, mas ficou em dúvida sobre como implementá-los? É mais simples do que parece.

Existem inúmeras ferramentas que fazem todo o processo de dividir seus visitantes aleatoriamente entre as páginas testadas e mensurar as conversões obtidas por cada versão.

Vamos conferir algumas delas?

Google Analytics

Google Analytics

Sim! A ferramenta de Web Analytics mais popular do planeta possui um recurso para executar testes A/B. E ele é gratuito! Em seu menu de relatório, procure pelo item "Experimentos". Lá, estará tudo que você precisa para configurar e acompanhar seu teste A/B.

Optimizely

Optimizely

Agora é a vez das ferramentas pagas. O Optimizely faz tudo o que o recurso de teste A/B do Google Analytics faz, e com um item adicional interessante: um editor visual de páginas.

Isso quer dizer que você pode implementar uma alteração simples em uma página (mudança de título; remoção de conteúdo; troca da ordem dos elementos, etc.), sem precisar envolver programadores ou editar qualquer linha de código. A ferramenta testará automaticamente a página original em relação às alterações que você propôs. Uma economia de tempo para quem quer crescer rápido."

Visual Website Optimizer

Visual Website Optimizer

A ferramenta Visual Website Optimizer (VWO) é semelhante ao Optimizely, que também tem em seu editor visual a principal atração para quem quer executar testes A/B.

Capítulo 6

Estudos de caso

Uma das melhores formas de compreender CRO e ter insights sobre o que fazer em seus projetos é ler estudos de casos de empresas que conseguiram aumentar suas taxas de conversão.

Por isso, separamos para vocês alguns dos cases que fizemos com os clientes da Supersonic. Cada um desses estudos de caso entra em detalhes sobre todo o processo realizado para que os clientes pudessem alcançar novos patamares. Então, aproveite!

Rock Content

Como aumentamos as conversões de uma das maiores Startups do Brasil em 150%

Casa Mineira

O novo site que gerou 7 vezes mais contatos.

RS1

Como um e-commerce aumentou seu faturamento em 63%

Quality Training RH

Uma nova página para um produto e 661% de aumento na taxa de conversão.

TagPlus

Como uma empresa de software dobrou a sua taxa de conversão.

Capítulo 7

Dicas para começar agora e continuar aprendendo

Comece agora

Quer começar a colocar em prática os aprendizados deste guia para otimizar a taxa de conversão do seu site? Então, o melhor a fazer é baixar nosso e-book com 30 técnicas de CRO que você pode implementar ainda hoje.

Todas as 30 dicas são fáceis de implementar e já foram testadas em regime de teste A/B em algum contexto. Portanto, não deixe passar esse material.

Livro: 30 técnicas de CRO

Aprenda mais

Se você quer aprofundar seus conhecimentos sobre CRO e ficar por dentro de novidades desse assunto, você deve assinar o blog Ciência da Conversão.

Ele é o primeiro blog do Brasil totalmente focado em otimização de conversão.

Blog: Ciência da Conversão - O 1º blog de Otimização de Conversão do Brasil

Precisa de alguém para otimizar suas conversões?

Se você gostaria de contratar alguém para melhorar as conversões do seu site, conte conosco. Somos a primeira empresa especializada em CRO no Brasil, e já entregamos resultados impactantes para diversas empresas.

Vamos bater um papo sobre seus objetivos para entendermos como podemos ajudar seu negócio a faturar mais?