Porque investir em Otimização de Conversão para suas campanhas de mídia paga é uma boa estratégia

por DiegoNunes

Conheça os conceitos de Otimização de Conversão que farão suas campanhas de mídia paga terem muito mais resultado, inclusive diminuindo seus custos e aumentando seus lucros.

Seu site depende de tráfego oriundo de mídia paga. É aquela luta diária para reduzir o CPA (Custo Por Aquisição) a fim de trazer mais clientes com a sua verba.

Mas tudo corre bem. A pessoa especialista em mídia paga consegue desenvolver seu trabalho e você já entendeu que, quanto mais investir em mídias pagas, mais clientes você terá.

Mas se tudo está correndo bem, porque você deve considerar investir em Otimização de Conversão?

O que é ROAS?

O Return On Advertising Spend (ROAS – retorno sobre investimento em anúncios) é uma métrica que mede a eficácia de uma campanha de publicidade digital. O ROAS ajuda a avaliar quais métodos estão funcionando e como você pode melhorar seus esforços futuros de campanhas online.

É essencial para avaliar quantitativamente o desempenho de campanhas publicitárias e como elas contribuem para o resultado final de um site que tem a conversão como finalidade.

Quando você maximiza o ROAS, seus esforços de geração de tráfego são muito mais eficazes e o CAC cai significativamente.

Diversas empresas estão otimizando seu ROAS e diminuindo seu CAC. Elas entenderam que não precisam continuar fazendo as coisas da maneira que sempre fizeram. Em vez disso, através da otimização estratégica, eles podem melhorar significativamente seus resultados.

Mas temos mais coisas a avaliar…

O que você deve saber sobre seu tráfego

Mesmo que esteja tudo correndo bem e que suas estratégias de mídia paga estejam dando o resultado esperado, é preciso avaliar: elas poderiam estar fazendo melhor?

Essa é uma pergunta importante. Afinal, devemos descobrir se o tráfego gerado por elas é realmente composto por pessoas interessadas nos seu produto ou serviço.

Suponhamos que você conquiste 10.000 visitas através de mídia paga e 5% dessas visitas convertam. Ou seja, 500 pessoas.

Isso poderia ser uma ótima taxa de conversão. Mas o que aconteceu com os outros 95%? Em outras palavras: por que as outras 9.500 pessoas não converteram?

E se você descobrisse que dessas 10.000 pessoas, 3.000 não tem real interesse no seu produto ou serviço e caíram na sua landing page por acaso?

Você está tendo prejuízo, pois está investindo sua verba de mídia paga em 3.000 pessoas que não tem nenhuma possibilidade de comprar da sua empresa.

Alguns irão dizer: “Mas isso faz parte, é risco do negócio.”.

Tudo bem. Mas restaram 7.000 pessoas interessadas e você converteu 500. E se você tivesse convertido 700 pessoas? Qual o impacto positivo disso no seu negócio?

É preciso dizer que essas pessoas já clicaram nos seus anúncios e já estão na sua landing page. Ou seja, você já pagou pela visita delas.

Tome o devido cuidado com isso para evitar que você esteja pagando pelo acesso de alguém que não quer comprar seu produto ou serviço.

Então, por mais que suas metas de CPA (Custo Por Aquisição) estejam equalizadas, você pode estar deixando de fazer mais com sua verba destinada para mídia paga.

PRO TIP: Teste a persuasão da sua página com copywriting que possa incentivar o visitante a converter. Deu certo? Atualize seus anúncios.

O que o visitante lê no seu anúncio é o que ele vê na sua landing page?

Alinhar sua landing page ao seu anúncio é uma coisa que parece simples, não é? Mas isso não acontece sempre. Muitos anúncios e landing pages não tem a sintonia que precisam para executar sua função central: convencer uma pessoa a converter.

Observem este anúncio abaixo. Ele diz que abrir uma conta bancária é rápido, fácil e seguro.

Vejam a landing page que é direcionada. A pergunta é: ao acessar esta página, sua sensação é de que será rápido, fácil e seguro?

Essa é uma jornada onde você não pode controlar tudo. Por isso, uma vez entendida a intenção de uma pessoa, você deve tentar atendê-la. Vamos a alguns passos em busca dessa descoberta:

Passo 1: O desejo

Uma pessoa está com dificuldades em seu banco tradicional e decide pesquisar sobre bancos digitais. Então, ela tem várias opções, como:

  • Perguntar para amigos e parentes.
  • Dar atenção a alguma publicidade no seu dia a dia.
  • Pesquisar na internet.

Esse é um momento da jornada de compra que você não controla totalmente.

Passo 2: Pesquisando na internet

A partir do momento em que essa pessoa decide pesquisar na internet, ela pode ver seu anúncio. Ela se interessa pela sua mensagem e clica.

Passo 3: Acessando sua landing page com vontade de converter

A primeira “conversão” que você precisa alcançar é convencer a pessoa a ficar na sua landing page e “ouvir” o que você tem a dizer.

A melhor forma de fazer isso é dizendo rapidamente que você oferece aquilo que ela está procurando.

Suponhamos que uma pessoa acessa uma landing page querendo conhecer mais sobre um banco digital. Neste momento, existe muita ansiedade. Afinal, ela quer suprir a necessidade de conhecer o máximo de informações no menor tempo possível.

O jeito mais correto de fazer isso é aproximando o que foi ofertado (ou prometido) no anúncio com o conteúdo inicial da página. Ou seja, através do título, sub-título, oferta e CTA (Call-to-Action), por exemplo.

Passo 4: Quero converter. O que eu faço?

Depois que esta pessoa entendeu sua proposta única de valor e decidiu converter, ela precisa ter um caminho claro e objetivo para que ela não pense em desistir por algum motivo.

Para isso, existem muitos pontos a serem observados. Desde o clique no CTA até o final da conversão, seja a abertura da conta digital ou o cadastro em um formulário.

A frustração do visitante pode ser alta se você não cumprir aquilo que promete no anúncio e durante a navegação na landing page. Por isso, verifique em detalhes sua mensagem e navegabilidade para evitar perder a conversão de uma pessoa interessada pelo simples fato de que ela não conseguiu converter.

Se você está olhando para seu CPA sem otimizar sua landing page, você está tendo um crescimento limitado

Só podemos falar de diminuição de custo e aumento de receita se observarmos toda a jornada.

Suas campanhas podem ter uma ótima performance de visualizações e cliques, mas pode falhar miseravelmente se os visitantes estiverem sendo conduzidos para uma landing page que não atende às suas expectativas.

Quando falamos sobre Otimização de Conversão, pensamos imediatamente em testes A/B. Porém, se você pretende começar a otimizar suas campanhas de mídia paga, não comece por testes A/B. Comece aprendendo.

Entenda quem é seu visitante, quais suas intenções e como esta pessoa está navegando na sua landing page. Os dados das suas ferramentas de mídia paga também podem dar bons insights.

5 coisas que você pode começar a fazer para ter mais resultado ainda com suas campanhas de mídia paga

Vamos listar aqui algumas ações que podem fazer a diferença nos seus resultados de campanhas de mídia paga, assim como já fizemos para vários de nossos clientes.

1 Atraia as pessoas certas

Entenda mais profundamente qual é o tráfego que você está atraindo para sua landing page. Atrair as pessoas certas de verdade é determinante para alcançar taxas de conversão maiores.

2 Conheça o interesse do seu público

Entenda o que seu público está:

  • Buscando – Para sua landing page ter coerência com a pesquisa feita.
  • Querendo – Descubra quais são as reais motivações das pessoas por trás de suas buscas para criar landing pages mais persuasivas.

Exemplo: “Eu quero um tênis de corrida novo, parecido com os que meus amigos do grupo de corrida usam. Vou pesquisar na internet.”

  • Necessitando – A necessidade é uma mola propulsora para a tomada de ação. Descobrir quais são podem fazer suas landing pages mais efetivas para conversão.

Exemplo: “Meu tênis de corrida está velho e machucando meu tornozelo. Eu preciso comprar um tênis novo para não me lesionar.”

3 Use as ferramentas que você já possui

Você pode obter muitos insights nas ferramentas de mídia paga que você já utiliza, como:

  • Palavras-chave com CTR mais alto.
  • Palavras-chave negativadas (você pode estar usando alguma delas nos textos da sua landing page).

Esses dados podem ajudar na atualização dos textos dos anúncios e landing page.

4 Teste os elementos

Teste todos os elementos de interação da sua landing page. CTAs, ferramentas (como calculadoras, por exemplo), campos de formulários, etc, a fim de evitar que você esteja perdendo conversões pelo simples fato da sua landing page não estar funcionando como deveria.

5 Busque coerência

Mantenha a sintonia entre os textos dos seus anúncios e suas landing pages. Aproveite as oportunidades de teste de copywriting para atualizar os anúncios.

Porque Otimização de Conversão é uma boa estratégia

Otimização de conversão ajuda você a aumentar suas oportunidades com seus potenciais clientes de maior valor.

Isso porque você está focado (e otimizando) suas landing pages para esses potenciais clientes, trabalhando para criar a melhor experiência de conversão para que eles se tornem compradores recorrentes e aumentem seu LTV (Lifetime Value).

Além disso, a Otimização de Conversão ajuda a identificar quais canais de marketing estão gerando o maior ROI. A partir daí, você pode otimizar seu orçamento de marketing para investir mais nos canais de melhor desempenho e cortar gastos em canais com baixo ROI.

Otimização de Conversão também permite que você garanta que suas landing pages sejam otimizadas não apenas para a primeira conversão, mas também para conversões recorrentes.

Ao criar uma boa experiência, você atrai visitantes mais propensos à conversão e, consequentemente, mais receita.

Se você quer criar páginas realmente persuasivas e que terão impacto nas suas taxas de conversão (e financeira), baixe nosso e-book “30 dicas para aumentar conversões hoje”, no qual você conhecerá técnicas que podem ser implementadas sem muito (ou nenhum) conhecimento técnico, em menos de 24 horas:

Baixar este e-book agora

Comentários